Apr 11, 2017

Menos inglês no português!

Quando me deparo com textos ou qualquer produção em português em que as pessoas usam palavras em inglês, sem necessidade, fico me perguntando se só eu me incomodo, se é a tendência de hoje ou se é apenas preguiça. Por exemplo: no programa MasterChef Brasil, as pessoas usam "bowl" o tempo todo. O que houve com a palavra "tigela"? Não existe mais em português? Há ainda o problema da pronúncia. As pessoas acabam falando "ball". É feio! E o que há de errado em falar "mirtilo" ao invés de "blueberry"?
Outro exemplo: em lojas de bijuteria, usa-se agora "choker" no lugar de "gargantilha", que, ao meu ver, é muito mais bonitinho do que "estrangulador", a tradução literal de "choker". Nem imagino como estão pronunciando "choker"! No mercado da moda, sei que é muito comum o uso (ou abuso?) de palavras inglesas, mas não vejo a menor necessidade de deixar "gargantilha" de lado.
Mais um exemplo: artigos sobre maquiagem em revistas femininas. É uma invasão de palavras que poderiam perfeitamente serem usadas em português. Pelo que sei, ainda existe "maquiagem". É melhor do que "make". Olha que feio: "sua make pode ficar bem bonita"; "aprenda truques para uma make perfeita"...Dói!
Se a tendência hoje é optar por usar a palavra em inglês porque não se sabe a palavra em português, o problema é sério. Se o motivo é apenas preguiça, é igualmente sério. Acredito que promover este tipo de tendência demonstra um desprezo pelo próprio idioma. Acho que vale o esforço de tentar frear isso.

3 comments:

Anonymous said...


Apoio plenamente. Por exemplo, eu não digo "design", digo desenho, mesmo que meu(s) interlocutor(es) esteja(m) usando o termo em inglês. Iran

Magda Mendes said...

pois é, Iran, acho que temos que começar a ir cortando este exagero, não? Obrigada pelo comentário :)

Ginger Sanches said...

Thank you for the tips and advices about the study. You can use the custom-paperhelp.org/ to know more about writing tips. Good for you.