Sep 16, 2011

O travessão

O uso do travessão (dash) em inglês é  um pouco diferente do que acontece em português. Segue uma breve explicação, adaptada do Randon House College Dictionary

Usa-se o travessão:
1) Para introduzir um quebra abrupta no pensamento ou na construção gramatical no meio de uma frase.
Ex.: He won the game - but I'm getting ahead of the story. 

2) Para indicar uma interrupção na frase.
Ex.: "Harvey, don't climb up that - ." It was too late. 

3) Para dar ênfase à uma ideia ou para introduzir algo que poderia ser um parêntese.
Ex.: 
a) His influence - he was a powerful figura in the community - was a dererrent to effective opposition. 
b) The car he was driving - a gleaming red convertible - was the most impressive thing about him. 

4) Para introduzir um apositivo, quando o uso de vírgulas seria insuficiente para dar ênfase ou seria confuso.
Ex.: The president's promise of changes - land reform, higher wages, reorganization of industry - was not easily fulfilled. 

Em português, usa-se o travessão para introduzir a fala de personagens, ou um diálogo, mas em inglês usa-se aspas. 

Considero o uso do travessão bem comum em inglês, em comparação com seu uso em português. Quando estiver lendo em inglês, observe: vai ver como ele é recorrente. 

Tem um artigo bem interessante sobre o uso (demasiado?) do travessão em inglês que saiu na New York Times Magazine em 2000. Vale a pena conferir. 

7 comments:

Anonymous said...

Prof. Magda , gostaria de lhe perguntar (aproveitando o espaço)uma duvida que tenho na pronúncia de palavras como Everybody /Body, geralmente ingleses falam – everybodii/bodii – as vezes falam como os americanos everybari/Bari , há alguma restrição quanto a pronuncia ou ambas são corretas ?
Outra duvida `e do Ever, eu posso traduzi-lo conforme a forma que o locutor fala , tipo Ever no sentido de nunca ou no sentido de sempre, ou nesse aspecto há alguma singularidade?
Muito obrigado pelo seu blog, tem me ajudado muito...que Deus te abençoe !!!!

Magda Mendes said...

bem, não há problema nenhum em preferir a pronúncia britânica ou americana. Ambas estão corretas.
Quanto ao 'ever', ele pode ser nunca (Ex. He never does his homework - ever! = ele nunca faz o dever - nunca!); ou 'alguma vez na vida' (Ex. Have you ever seen that movie? = Já viu (alguma vez) aquele filme?).
'Ever' no sentido de sempre é mais sofisticado, acho. Ex. He's ever so kind. = Ele é sempre tão gentil.

Espero ter tirado suas dúvidas.
Obrigada pela visita e fico feliz em poder ajudar de alguma forma.

Abraço,
Magda

Julian Rooney said...
This comment has been removed by the author.
Julian Rooney said...

Resolveu minha dúvida. E ótimas dicas. Obrigado.

Magda Mendes said...

legal, Julian :)

Stellyary or Sawani Oliveira said...

Olá,
Bem, eu queria saber se quando o personagem pensa, o que ele pensa fica entre aspas ou travessão?
No caso de pensar sem estar no meio de um diálogo.
Apenas sozinho pensando...

Magda Mendes said...

oi!
normalmente, em livros, quando um personagem está pensando, o trecho fica em itálico.
Abraço,